pt.euronews.com Crise económica, aquecimento global, falta de combustíveis fósseis, a nossa civilização está a chegar ao fim de um ciclo. A própria espécie humana está ameaçada. Jeremy Rifkin, economista americano e conselheiro da Comissão Europeia acaba de publicar "A Terceira Revolução industrial". Defende que as energias renováveis são a solução para superar a crise e garantir o futuro dos nossos filhos. Disse ser muito improvável que a espécie humana sobreviva neste planeta. Fala-se muito sobre a crise económica, mas defende que o ser humano está sobe ameaça enquanto espécie. Não será esta visão um pouco pessimista? Jeremy Rifkin: "99,5% das espécies que já habitaram neste planeta surgiram e extinguiram-se. É uma arrogância acreditar que vamos viver aqui para sempre. Creio que este é um momento de crise. Estamos agora a pagar a fatura de 200 anos de revolução industrial baseada em combustíveis fósseis. Emitimos muito CO2, metano e óxido nitroso para a atmosfera. Estamos a assistir a uma mudança na química da Terra. O que não acontece com frequência. Como a minha esposa diz: "não nos apercebemos da grandeza deste momento. É uma crise da nossa espécie. Podemos dar a volta? Podemos resolver as alterações climáticas? Criar uma economia mais sustentável? Podemos fazê-lo em contra relógio e, podemos transformar-nos em menos de 25 anos? É um grande "se"." Uma das suas conclusões é que devemos avançar para uma terceira revolução industrial, que assenta em cinco ideias ...

Channel:

Related tags:

comments powered by Disqus









TerritorioScuola. Some rights reserved. Informazioni d'uso