Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República, inicia participação em evento no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC pedindo 1 minuto de silêncio em memória das vítimas fatais das chuvas no Rio de Janeiro, nesta semana. Ela falou sobre o berço do sindicalismo moderno brasileiro, o ABC, e seu líder maior, o Presidente Lula. Lembrou que o povo hoje tem "esperança" e "força". A inflação foi mantida sob controle - nos governos Lula. Foram gerados empregos. "O emprego faz nascer esperança e harmoniza as famílias", disse Dilma. O ponto alto do discurso foi a apresentação que Dilma fez dela mesma. E, sobretudo, do que ela não faz "de jeito nenhum": "Eu não fujo quando a situação fica difícil... Nunca abandonei o barco"... "Eu não sou de esmorecer. Vocês não me verão entregando os pontos"... "Eu não apelo. Vocês não verão Dilma Rousseff usando métodos desonestos e eticamente condenáveis para ganhar ou vencer"... "Eu não traio o povo brasileiro... Vocês não me verão por aí pedindo que esqueçam o que afirmei ou escrevi " "Eu não entrego o meu país... Não vou destruir o estado, diminuindo seu papel a ponto de tornar-se omisso e inexistente"... "Eu respeito os movimentos sociais... Democrata que se preza não agride os movimentos sociais. Não trata grevistas como caso de polícia. Não bate em manifestantes que estejam lutando pacificamente pelos seus interesses legítimos"...

Channel:

Related tags:

comments powered by Disqus









TerritorioScuola. Some rights reserved. Informazioni d'uso